Instituto Brasileiro de Museus

Museus Ibram Goiás

Palestra de Guilherme Wisnik abre exposição do CAPU no Museu das Bandeiras

publicado: 13/11/2019 10h25, última modificação: 13/11/2019 18h48

Crítico de arte e livre-docente da FAUUSP abre exposição com palestra “Arte urbana e intervenção anarquitetônica”


O Coletivo de Ações Poéticas Urbanas (CAPU) abre a exposição “Ações Poéticas Urbanas” com a palestra Arte urbana e intervenção anarquitetônica”, de Guilherme Teixeira Wisnik, em frente ao Museu das Bandeiras, no dia 13 de novembro, às 19h. Wisnik é livre-docente na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP), autor de livros como Lucio Costa (Cosac Naify, 2001), Caetano Veloso (Publifolha, 2005) e Estado crítico: à deriva nas cidades (Publifolha, 2009). É membro da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte e da LASA – Latin American Studies Association.

A palestra deve discutir a atuação de figuras como Robert Smithson, Gordon Matta-Clark, Richard Serra e Hélio Oiticica. Segundo Emilliano Freitas, docente do curso de Arquitetura e Urbanismo na Regional Goiás e membro do CAPU, a discussão trará a ideia de arte site specific, situando o momento em que os trabalhos deixam a paisagem natural (land art) para se inserirem nas cidades de forma crítica.

Ações Poéticas Urbanas

Após realizar uma série de intervenções no segundo semestre de 2019, o coletivo registra as práticas que realizou na Cidade de Goiás por meio da exposição. “Nas pesquisas realizadas pelo coletivo, buscamos entender como a apreensão, leitura e transformação do espaço urbano passa também pelo interesse e experiência das pessoas que ali habitam. Talvez por isso, entendendo que o trabalho com ações poéticas nas cidades são chamas para a problematização do dia a dia na busca de construção do sentido a partir de cada participante, decidimos investir nossas forças para pesquisar mais a fundo essas práticas, indo de estudos teóricos a proposições na cidade de Goiás”, afirma Freitas.

A exposição é fruto do projeto de pesquisa e extensão Cidade e dramaturgia visual: ações poéticas urbanas, da Universidade Federal de Goiás – Regional Goiás, financiado pelo edital de patrocínio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás. Nascido em 2018, o CAPU é formado por profissionais e estudantes de arquitetura e urbanismo, tendo como cerne as discussões acerca da cidade. 

Para Victória Farias Brasiliano, estudante de arquitetura e urbanismo na UFG e membra do CAPU, as ações do coletivo possibilitam sair do ambiente da academia, interagindo com as linguagens da comunidade externa. “Por meio dessa extensão podemos instigar a interação e a atenção a um espaço, trazendo um pouco de arte, entendendo que isso também é qualidade de vida”, conclui a discente.

O Coletivo de Ações Poéticas Urbanas é formado por Ana Vitória Freitas, Elisa Maria Marques, Emilliano Freitas, Izabella Abdalla, Lucas Ítalo Silva, Maiári Iasi, Thiago Lopes e Victória Regina Farias Brasiliano.

Informações

Abertura da exposição “Ações Poéticas Urbanas”

Coletivo de Ações Poéticas Urbanas (CAPU)

Local: Museu das Bandeiras (Praça Brasil Caiado, Centro. Goiás/GO)

Às 18h30min

Palestra: “Arte urbana e intervenção anarquitetônica” com Guilherme Wisnik (USP)

Local: Fachada do Museu das Bandeiras (Praça Brasil Caiado, Centro. Goiás/GO)

Às 19 horas. (Em caso de chuva a palestra será realizada no Auditório da UAECH/UFG, também na Praça Brasil Caiado).